Milhares protestam em Madri contra anistia a separatistas

Milhares protestam em Madri contra anistia a separatistas - Ato convocado por conservadores integra série de passeatas contra projeto de anistia a independentistas catalães processados ??por tentativa de secessão em 2017. Medida possibilitou manutenção de socialistas no poder.Milhares de pessoas voltaram a protestar neste domingo (03/12) em Madri contra o projeto de anistia aos independentistas catalães processados ??pela tentativa fracassada de secessão em 2017, com o qual o premiê socialista Pedro Sánchez obteve seu apoio para governar a Espanha por mais quatro anos.

"Exijo em nome deste país que acabe com este absurdo”, disse o líder do conservador Partido Popular (PP), Alberto Núñez Feijóo, organizador do protesto, aos manifestantes reunidos num parque da capital espanhola.

Núñez Feijóo exigiu o fim dos contatos entre os socialistas e os independentistas catalães do partido de Carles Puigdemont, Juntos pela Catalunha (JuntsXCat), que se exilou na Bélgica em 2017, escapando assim à Justiça espanhola.

Encontro na Suíça

O líder conservador se referiu a Puigdemont, acusando Sánchez de ser "responsável perante aqueles que estão sob ordem de busca e captura”.

Cerca de oito mil pessoas compareceram ao evento, segundo dados da prefeitura, enquanto os organizadores falavam em 15 mil.

A manifestação ocorreu um dia depois de JuntsXCat e os socialistas terem realizado uma primeira reunião na Suíça sobre o prosseguimento do acordo pelo qual o independentistas apoiaram a investidura de Sánchez e que incluía a promessa de promover uma lei de anistia.

Assim que se tornou conhecida esta possível anistia, que tramita no Parlamento, a direita e a extrema direita iniciaram protestos nas ruas, e na maior das manifestações 170 mil pessoas se reuniram em Madrid no dia 12 de novembro, segundo estimativa da prefeitura.

md (AFP, EFE)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora