PUBLICIDADE
Topo

Homem é castigado com 80 chicotadas por beber vinho no Afeganistão

10/03/2015 11h06

Cabul, 10 mar (EFE).- Um afegão recebeu 80 chicotadas em público por ordem de um tribunal por beber vinho, algo proibido no país asiático, informou nesta terça-feira à Agência Efe uma fonte oficial.

O condenado, de 35 anos e chamado Bacha Khan, foi julgado e castigado ontem na cidade de Asadabad, capital da província oriental de Kunar, depois que foi descoberto há 20 dias com duas garrafas de vinho, disse o juiz do caso Mawlawi Muhibullah.

Tanto o julgamento como as 80 chicotadas ocorreram em uma audiência pública com a presença de uma multidão "para dar uma lição" aos cidadãos, de acordo com a fonte.

"Sentenciamos o homem nos baseando nas evidências e em sua confissão", indicou Muhibullah, que acrescentou que o condenado foi descoberto com duas garrafas de vinho, uma cheia e outra vazia, e reconheceu que bebia álcool há dois anos.

O juiz afirmou que o castigo das chicotadas consta no artigo 44 da Lei de Controle de Drogas, que diz que deve ser aplicada a sharia (lei islâmica) para os casos de uso de álcool.

O advogado defensor Mawlawi Obaidullah expressou seu consentimento ao castigo e afirmou que "todos os direitos do condenado foram observados".

Os castigos com chicotadas eram comuns no país asiático durante o regime dos talibãs (1996-2001), que o aplicavam inclusive por faltar a uma das cinco rezas diários estipuladas no Corão.

No entanto, esta pena deixou de ser aplicada após a invasão americana que derrubou os talibãs em 2001 e agora é realizada em raras ocasiões em zonas remotas do Afeganistão.

Notícias