Topo

Papa diz que vai expressar "proximidade" com refugiados e gregos "generosos"

Sven Hoppe/EFE
Imagem: Sven Hoppe/EFE

2015-04-13T07:33:00

13/04/2015 07h33

Cidade do Vaticano, 13 abr (EFE).- O papa Francisco afirmou nesta quarta-feira que no próximo sábado, quando estará na ilha grega de Lesbos, expressará sua "proximidade e solidariedade" com os refugiados que fogem de seus países em conflito e com o povo da Grécia "tão generoso no acolhimento".

Ao final da audiência geral de hoje no Vaticano e diante de milhares de fiéis de todo o mundo, o pontífice abordou a viagem que ele fará acompanhado do patriarca de Constantinopla, Bartolomeu, e do arcebispo de Atenas, Jerônimo, e pediu ao público que reze por sua viagem, como costuma fazer habitualmente.

"Peço, por favor, que me acompanhem com a oração, invocando a luz e a força do Espírito Santo e a materna intercessão da Virgem Maria", disse Francisco.

Em Lesbos, ele se encontrará com refugiados que chegaram à ilha atravessando o Mar Egeu fugindo da guerra.

Provavelmente, o papa voltará a destacar a situação dos imigrantes e refugiados, que ele já lembrou ao realizar a primeira viagem de seu pontificado à ilha italiana de Lampedusa, no meio da rota migratória entre Líbia e Itália e palco de vários naufrágios, da mesma forma que Lesbos.

Mais Notícias