PUBLICIDADE
Topo

Novos donos começam a demolir mansão de Escobar em Miami em busca de dinheiro

Casa que já pertenceu a Pablo Escobar em Miami Beach - Reprodução/7News
Casa que já pertenceu a Pablo Escobar em Miami Beach Imagem: Reprodução/7News

Em Miami

12/01/2016 22h09

Os novos proprietários da antiga mansão em Miami Beach do narcotraficante colombiano Pablo Escobar, que morreu há 22 anos em uma operação policial, planejam demolir a casa na esperança de encontrar dinheiro escondido.

O fundador e gerente geral da empresa Chicken Kitchen, Christian de Berdouare, e sua mulher, que adquiriram o imóvel em 2014, empreenderam a tarefa de derrubar as divisórias e erguer partes da casa na busca por algum depósito de dinheiro, antes de demolir a mansão, informou a emissora de televisão local 7News.

O casal não descarta a possibilidade de encontrar uma surpresa na mansão do fundador do Cartel de Medellín que foi confiscada pelas autoridades americanas no final do anos 1980 e, posteriormente, abandonada por seu proprietário anterior.

De Berdouare, que comprou a casa por US$ 10 milhões, disse à emissora que "muita gente na Colômbia sabia que todos os traficantes de drogas costumavam esconder muito dinheiro em suas casas para seu uso pessoal".

"Poderia ser um corpo, pelo que sabemos, ou pode ser dinheiro, ou talvez ouro e diamantes", comentou.

A mulher do empresário, a jornalista de televisão Jennifer Valoppi, decidiu tomar uma série de medidas antes de iniciar a demolição da casa, dada o histórico de delinquência de Escobar e o que poderia ter acontecido em seu interior.

A primeira coisa que Valoppi fez ao assinar os documentos de compra da casa, por exemplo, foi pedir a um sacerdote que abençoasse a propriedade.

"Estava um pouco preocupada pelo que poderia ter acontecido na casa naquela época", explicou.