Ataque contra base na Somália deixa dezenas de mortos

Em Mogadíscio

Dezenas de pessoas morreram na madrugada desta sexta-feira em um ataque do grupo terrorista Al Shabab contra uma base de soldados quenianos da Missão da União Africana na Somália (AMISOM) na região de Gedo, no sul do país e muito perto da fronteira com o Quênia.

A milícia radical somali reivindicou o ataque e garantiu que mais de 60 soldados quenianos foram assassinados, enquanto a AMISOM, que confirmou o fato, não proporcionou ainda nenhum número de vítimas.

"A AMISOM confirma que houve um ataque contra nossas tropas n'Ele Adde. Seguiremos informando", afirmou a missão através de sua conta no Twitter.

No entanto, o Ministério da Defesa do Quênia precisou em comunicado que o ataque, não foi contra uma base militar queniana, mas contra uma do Exército somali próxima à sua.

"A base do Exército somali foi invadida e as tropas do Exército queniano, sob mandato de AMISOM, intervieram para apoiá-lo", explicou.

O enfrentamento entre os terroristas e os militares segue em curso, detalhou o texto.

Nos últimos meses, as bases militares da UA na Somália foram alvo dos terroristas em várias ocasiões.

O último grande ataque ocorreu em 1 de setembro, quando dezenas de soldados morreram na base da AMISOM na cidade de Janale, cerca de 90 quilômetros de Mogadíscio, a capital.

A milícia islamita Al Shabab anunciou em 2012 sua adesão formal à Al Qaeda e luta para instaurar um Estado islâmico de corte wahhabista na Somália.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos