Rússia convoca embaixador da Coreia do Norte após anúncio de lançamento de satélite

Em Moscou

A Rússia convocou nesta quinta-feira o embaixador da Coreia do Norte após o anúncio do lançamento de um satélite, que encobriria supostamente um teste de mísseis, e pediu a ele que evite uma nova escalada de tensão na península.

"Expressamos uma profunda inquietação em relação ao futuro lançamento de um foguete portador", informou a chancelaria russa em comunicado.

O vice-ministro de Relações Exteriores da Rússia, Igor Morgulov, fez ao diplomata norte-coreano, Kim Hyong Jun, "um insistente pedido para que se abstenham de ações que possam contribuir para uma maior escalada da tensão na região do nordeste da Ásia".

Segundo a chancelaria russa, Pyongyang deve "garantir o cumprimento incondicional das correspondentes resoluções da ONU e retornar ao formato de regulação político-diplomático do problema nuclear".

A Rússia já havia denunciado ontem que "ao decidirem por uma nova violação das exigências do Conselho de Segurança da ONU, a parte norte-coreana demonstrou menosprezo pelas normas universalmente aceitas pelo direito internacional".

"Instamos a Pyongyang a pensar duas vezes sobre onde o aberto antagonismo da Coreia do Norte com a comunidade internacional a leva e a avaliar de maneira realista o custo destes passos míopes", destacou.

O regime comunista notificou na terça-feira a comunidade internacional de sua intenção de lançar, entre os próximos dias 8 e 25 de fevereiro, um satélite de observação aérea.

Tanto Estados Unidos como Coreia do Sul e Japão destacaram que o lançamento violaria as resoluções da ONU e ameaçaram o a Coreia do Norte com mais sanções, da mesma forma que fez a China, histórico aliado de Pyongyang, embora de forma mais moderada.

O último lançamento deste tipo aconteceu em dezembro de 2012, quando a Coreia do Norte pôs em órbita com sucesso seu foguete de longo alcance Eunha-3, com o satélite de observação terrestre Kwangmyongsong-3 (Estrela Brilhante-3), após uma primeira tentativa fracassada oito meses antes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos