Ex-guarda de Auschwitz será julgado aos 93 anos por participar de assassinatos

Em Berlim

  • Valery Hache/AFP

    Entrada campo de concentração nazista de Auschwitz

    Entrada campo de concentração nazista de Auschwitz

Um antigo guarda do campo de concentração nazista de Auschwitz terá que responder perante a justiça alemã por cumplicidade em assassinato, anunciou nesta sexta-feira a Audiência Provincial de Hanau, no centro da Alemanha.

O homem, de 93 anos, é acusado de ter participado dos assassinatos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, afirma o tribunal.

A acusação foi aceita e o acusado está em plena posse de suas faculdades, por isso que foi aberto um processo que deve ser julgado em meados de abril, precisa.

Segundo o tribunal, há provas suficientes de que o ex-membro das SS participou dos crimes perpetrados pelos nazistas no campo de concentração de Auschwitz.

A acusação se refere a três transportes de deportados e pelo menos a 1.075 pessoas assassinadas.

O acusado trabalhou para os nazistas nesse campo na Polônia ocupada entre 1 de novembro de 1942 e 25 de junho de 1943.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos