Exército turco mata 12 guerrilheiros curdos do PKK em cidade sitiada

Ancara, 24 fev (EFE).- Pelo menos 12 supostos membros do Partido de Trabalhadores de Curdistão (PKK) morreram nesta quarta-feira no sudeste da Turquia quando tentavam se infiltrar na cidade de Idil, que está há uma semana sob toque de recolher e rodeada por militares.

As forças de segurança turca descobriram nesta manhã um grupo de guerrilheiros que se dirigia para Idil, uma cidade de cerca de 26 mil habitantes na província sudeste de Sirnak, onde está em andamento há oito dias uma operação militar com 4 mil soldados para erradicar a presença de militantes do PKK.

O comando guerrilheiro estava a 6 quilômetros do cidade, quando foi atingido desde helicópteros de combate "Cobra" e tropas de infantaria, informa o jornal "Hürriyet".

Pelo menos 12 supostos guerrilheiros morreram na operação, sem que haja informação sobre baixas militares.

Ao mesmo tempo continuavam os combates, com a detonação de explosivos e tiroteios em Yenimahalle, um bairro de Idil que está em mãos de simpatizantes ou milicianos do PKK.

Vários tanques e blindados, apoiados por helicópteros, entraram na zona para destruir fundações e barricadas levantadas pelos guerrilheiros e que frequentemente usam explosivos caseiros como armadilha.

Ontem, um sargento ficou ferido enquanto sua unidade tentava destruir uma destas barricadas disparando contra ela com um tanque. EFE

dt-iut/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos