Maioria do PSOE apoia pacto com liberais para eleger chefe de governo

Madri, 27 fev (EFE).- A maioria dos militantes do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) que votou neste sábado o pacto de seu partido com os liberais do Ciudadanos, para levar ao Executivo o líder socialista Pedro Sánchez, deu seu respaldo ao acordo.

Segundo informaram fontes do PSOE, 78,97% dos eleitores aprovaram o pacto assinado por Sánchez e pelo líder do Ciudadanos, Albert Rivera, enquanto 21,03% votaram não.

A participação se situou em 51,7% dos 189.256 filiados do partido que estavam convocados.

A consulta não é vinculativa, já que o resultado deve ser ratificado pelo Comitê Federal - principal órgão do partido - na próxima segunda-feira, um dia antes do início do debate de posse do chefe de governo no Congresso dos Deputados.

Segundo indicaram as fontes socialistas em uma nota de imprensa, quase 79% da militância do PSOE deu deste modo "seu respaldo ao acordo para um governo progressista e reformista" exercendo seu direito em três mil centros de votação e através da internet.

O partido expressou "sua satisfação" pelo desenvolvimento de uma consulta que qualificaram de "histórica" e cuja participação da militância "demonstra o envolvimento das bases do PSOE no projeto de país liderado por Pedro Sánchez".

O pacto alcançado há poucos dias por Sánchez e Rivera não garante a eleição do socialista como chefe do Executivo, já que ele precisaria do "sim" ou, pelo menos da abstenção, dos deputados de outros partidos, já que os 90 deputados do PSOE e os 40 do Ciudadanos não são suficientes para conseguir a maioria em um Congresso de 350 cadeiras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos