Rubio afirma que Trump é "inelegível" por não condenar Ku Klux Klan

Purcellville (EUA), 28 fev (EFE).- O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Marco Rubio, se mostrou indignado neste domingo por que seu rival Donald Trump evitou condenar o apoio de um antigo líder da Ku Klux Klan (KKK) a sua campanha, algo que, segundo sua opinião, o torna "inelegível".

"Não podemos ser o partido que rejeita condenar os supremacistas brancos e a Ku Klux Klan. Isso não só está errado, mas o torna (Trump) inelegível", disse Rubio hoje perante duas mil pessoas em um comício na Universidade Patrick Henry de Purcellville (Virgínia).

Rubio uniu-se assim às vozes que criticaram hoje o fato de que Trump evitou condenar o apoio a sua campanha do ex-líder da KKK, David Duke, depois que o jornalista da "CNN", Jake Tupper, lhe perguntou em até três ocasiões se rejeitava esse respaldo.

Horas mais tarde, Trump escreveu uma mensagem no Twitter que não conseguiu convencer seus críticos.

"Como disse na sexta-feira em entrevista coletiva sobre David Duke, eu o rejeito", afirmou o magnata na rede social.

Na entrevista à "CNN", Trump argumentou não saber sobre David Duke nem sobre os supremacistas brancos e evitou fazer qualquer condenação, apesar da insistência do jornalista.

O senador Marco Rubio criticou em seu comício que Trump não saiba o que é a Ku Klux Klan e lembrou um comunicado que o magnata fez no ano 2000, quando se afastou da ideia de concorrer pela presidência com o Partido da Reforma por ter David Duke em suas fileiras.

Este foi um dos vários ataques de Rubio contra Trump durante o primeiro de seus quatro comícios de hoje na Virgínia, estado no qual apostou antes da primárias da Super Terça, quando votam 12 estados e um território.

No debate da quinta-feira passada, Rubio passou ao ataque para "desmascarar" Trump, a quem descreve agora como um "vigarista" a ponto de "sequestrar" tanto o Partido Republicano como o movimento conservador.

A campanha do jovem senador aglutina doadores e apoios do establishment convencidos de que ele é sua única esperança para evitar ter Donald Trump como candidato presidencial.

No entanto, por enquanto, as pesquisas dão ao magnata uma vitória na grande maioria dos estados que votam na Super Terça, uma data-chave na qual Rubio precisa de uma vitória para se consolidar como alternativa real.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos