Identificação de mortos em acidente aéreo na Rússia demorará 2 semanas

Em Moscou

A identificação dos restos mortais das 62 pessoas que morreram no acidente de ontem na Rússia envolvendo o Boeing 737-800 da Flydubai demorará pelo menos duas semanas, afirmou neste domingo o ministro de Transportes russo, Maxim Sokolov.

Os serviços de resgate russos já localizaram 183 fragmentos dos corpos das vítimas no local da tragédia e os trabalhos de busca continuam em um território de dez hectares, informou a veículos de comunicação russos um porta-voz do Ministério de Situações de Emergências da Rússia.

A força com a qual o Boeing da companhia procedente dos Emirados Árabes Unidos se chocou contra o solo e a consequente explosão desfez em pedaços o avião e espalhou seus destroços em um raio de um quilômetro em torno do epicentro do acidente.

Mais de 800 pessoas e 170 veículos trabalham para coletar os destroços do aparelho e garantir a localização de todas as vítimas.

O avião caiu bruscamente sobre o aeroporto da cidade de Rostov do Don após passar duas horas e meia dando voltas sobre essa cidade no sul da Rússia à espera que as péssimas condições meteorológicas permitissem sua aterrissagem.

A maioria dos especialistas russos consultados por veículos de comunicação deste país assinalou que o mau tempo - denso nevoeiro, chuva incessante e rajadas de vento de até 16 metros por segundo - aconselhava o desvio do voo para outra cidade.

Isto foi o que fez um voo da companhia russa Aeroflot após três tentativas fracassadas de aterrissar em Rostov do Don, todos elas realizadas enquanto o voo FZ 981 da Flydubai já sobrevoava a cidade após fracassar em sua primeira tentativa de aterrissagem.

O presidente-executivo da Flydubai, Gaiz al Gaiz, assegurou que tanto o piloto como o copiloto reuniam uma larga experiência com mais de 5.700 horas de voo cada um.

A maioria dos passageiros mortos no acidente eram russos, praticamente todos residentes na região de Rostov do Don que tinham viajado aos Emirados Árabes como turistas.

Veja mais imagens do acidente aéreo

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos