Abdeslam fala de atentados de Paris, mas se cala sobre ataques de Bruxelas

Em Bruxelas

  • AFP

    Salah Abdeslam, suposto autor dos atentados de 13 de novembro em Paris

    Salah Abdeslam, suposto autor dos atentados de 13 de novembro em Paris

Salah Abdeslam, suposto autor logístico dos atentados do último dia 13 de novembro em Paris, falou com os investigadores sobre esses atos, mas manteve silêncio sobre os ataques de terça-feira passada em Bruxelas, informou nesta sexta-feira a procuradoria federal da Bélgica.

Abdeslam, detido no dia 18 de março em uma operação policial no distrito bruxelense de Molenbeek, foi interrogado pelos investigadores pela primeira vez em 19 de março, já que no dia de sua detenção teve que ser operado devido a um disparo que recebeu na perna.

O interrogatório de 19 de março, que aconteceu na primeira hora do dia, segundo a procuradoria, "durou duas horas e abordou os principais pontos da investigação em curso aberta após os atentados de Paris".

Mais tarde, nesse mesmo dia, foi de novo interrogado, desta vez pelo juiz instrutor, sobre os atentados de Paris, uma audiência que durou uma hora e durante a qual se ordenou sua detenção, acrescentou a nota.

Bruxelas

Nesse mesmo dia aconteceu uma segunda audiência perante o juiz instrutor, relativa ao pedido de ordem de detenção europeia emitido por autoridades judiciais francesas.

Nela Abdeslam "fez expressamente uso de seu direito ao silêncio e não realizou nenhuma declaração suplementar".

A procuradoria indicou que no dia 22 de março Salah Abdeslam foi de novo interrogado, imediatamente depois dos atentados no aeroporto internacional de Bruxelas e no metrô de Bruxelas, mas que o suspeito "se recusou a fazer qualquer declaração".

O jornal "Político" afirmou em sua edição de hoje que Abdeslam só tinha sido interrogado pelos investigadores durante uma hora desde sua detenção, informação que foi desmentida pelo advogado do suspeito, Sven Mary.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos