Polícia descarta que haja explosivos no centro de Dallas

Washington, 8 jul (EFE).- A Polícia, que mantém isolado um amplo setor do centro de Dallas (Texas, EUA) depois da morte de cinco policiais por disparos de franco-atiradores, descartou a existência de explosivos, após revistar a área, informou a imprensa local.

O canal de televisão local "NBCDFW", que citou uma fonte da investigação sem identificá-la, informou que a Polícia tinha descartado a existência de bombas na região, após ter realizado uma busca por todo o setor.

Esse mesmo meio tinha informado anteriormente da descoberta de dois pacotes suspeitos, por isso que para o local tinham sido enviadas equipes especializadas em desativação de explosivos.

O alerta tinha surgido devido à ameaça de um dos suspeitos do massacre dos policiais, que foi morto após enfrentar agentes durante mais de uma hora ao se entrincheirar armado em um estacionamento.

O suspeito, que ficou disparando o tempo todo contra os policiais que tentavam convencê-lo que se rendesse, afirmou que tinha colocado bombas no prédio e por todo o centro da cidade.

Embora em um primeiro momento tenha sido informado que o suspeito tinha morrido por tiros da Polícia, o fato foi posteriormente colocado em dúvida e, por enquanto, se desconhece se os ferimentos fatais foram causados pelos agentes ou foram autoinfligidos.

O porta-voz da Polícia, Dale Bernard, afirmou que uma ampla área da cidade de cerca de 20 quadras, palco do massacre, permanecerá fechada "até que as investigações terminem".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos