Miliciano da Jihad Islâmica morre em desmoronamento de túnel em Gaza

Cidade de Gaza, 10 jul (EFE).- Um miliciano da Jihad Islâmica morreu após um túnel desmoronar na Faixa de Gaza no qual realizava uma "missão militar" para o movimento, segundo informou esta fonte em comunicado divulgado neste domingo.

O homem era original do norte da faixa, do qual não sa sabe mais informações.

Trata-se do segundo membro da Jihad Islâmica que morre neste ano em circunstâncias similares, enquanto outros 16 palestinos vinculados ao movimento islamita Hamas, que governa o território, morreram desde janeiro quando escavavam subterrâneos ou faziam manobras militares em seu interior.

Estes corredores, cavados sob as fronteiras do enclave com o Egito ou Israel, tiveram usos tanto comerciais como militares e começaram a proliferar quando Israel impôs o bloqueio que mantém sobre Gaza desde 2007, momento em que o Hamas assumiu o controle do território.

A destruição deste sistema de túneis foi uma das razões defendidas por Israel para lançar em 2014 a operação militar "Limite Protetor", que em 51 dias causou a morte de mais de 2.100 palestinos.

Depois desta ofensiva, Israel localizou pelo menos dois novos túneis que adentravam em seu solo neste ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos