Israel "respeita democracia na Turquia" e espera reconciliação continue

Em Jerusalém

  • Murad Sezer/Reuters

    Soldados envolvidos na tentativa de golpe na Turquia se empurram para conseguir entrar em ônibus e escapar da multidão

    Soldados envolvidos na tentativa de golpe na Turquia se empurram para conseguir entrar em ônibus e escapar da multidão

Israel expressou neste sábado (16) respeito à democracia na Turquia e disse que acredita na continuação do processo de reconciliação iniciado entre os dois países em junho após seis anos de interrupção das relações diplomáticas.

"Israel respeita o processo democrático na Turquia e espera que continue o processo de reconciliação entre Turquia e Israel", diz um breve comunicado emitido hoje por um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores.

Trata-se da primeira referência oficial à tentativa de golpe de estado que aconteceu na sexta-feira (17) na Turquia, que terminou com 265 mortos e 2.839 militares detidos, segundo informaram hoje o primeiro-ministro turco, o islamita Benali Yildirim, e o Exército do país.

Israel e Turquia, antigos aliados estratégicos, suspenderam seus laços diplomáticos em maio de 2010 depois que comandos israelenses mataram dez ativistas turcos que navegavam rumo a Gaza para desafiar o bloqueio imposto por Israel.

Seis anos depois, os governos de ambos países anunciaram no mês passado o reatamento de suas relações após alcançarem um acordo que, entre outras coisas, incluiu o pagamento de compensações às famílias das vítimas do ataque sraelense.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos