Presidente filipino anuncia fim do cessar-fogo com guerrilha comunista

Manila, 31 jul (EFE).- O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, anunciou na noite de sábado o fim do cessar-fogo unilateral ofertado à guerrilha comunista, um conflito armado que causou cerca de 30 mil mortos em 48 anos, informaram hoje veículos de imprensa locais.

O presidente pôs sobre a mesa o acordo na segunda-feira passada e deu de prazo até a tarde de sábado ao Novo Exército do Povo (NPA, na sigla em inglês), o braço armado da guerrilha comunista, para aceitá-lo.

A retirada da proposta foi oficializada um dia depois que Duterte estendeu um ultimato aos rebeldes, que na quarta-feira assassinaram em uma emboscada um militar filipino e feriram outros quatro na província de Davao do Norte, na ilha de Mindanao.

No sábado, cumprido o prazo ofertado, o Presidente pediu às autoridades em comunicado para "continuar com o desempenho de suas funções e neutralizar todas as ameaças à segurança nacional, proteger os cidadãos, fazer cumprir as leis e manter a paz no país". EFE

fil/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos