Morte de Osama bin Laden

Autor de livro sobre morte de Bin Laden deverá pagar US$ 6,6 milhões aos EUA

  • Reprodução

    Capa do livro de Bissonnette

    Capa do livro de Bissonnette

Matt Bissonnette, membro do grupo de forças especiais dos EUA que matou Osama Bin Laden em 2011, acordou entregar ao governo americano os US$ 6,6 milhões obtidos pelo livro "No Easy Day" (Não há dia fácil) por não ter consultado previamente o Pentágono.

Bissonnette, antigo membro das forças especiais Navy SEALs, reconheceu "não ter cumprido com suas obrigações" ao não entregar o texto ao Departamento de Defesa para que fosse revisado antes de sua publicação e obter a permissão correspondente, indicaram os meios de comunicação americanos que tiveram acesso ao acordo judicial.

Embora em 2012, quando o livro foi publicado sob o pseudônimo de Mark Owen, vários altos cargos expressaram preocupação porque podia revelar informação confidencial, o Pentágono não acusou Bissonette por isso e se centrou no fato de que não seguiu os requisitos exigidos.

Em comunicado, a porta-voz do Departamento de Justiça Nicole Navas ressaltou que o objetivo desta medida "não é descreditar o serviço militar do senhor Bissonette".

"Procura ressaltar que é importante para nossos membros do serviço que foram destinados a posições de confiança e tiveram acesso a informação classificada cumprir com as obrigações marcadas nos acordos de confidencialidade e proteção de informação classificada após deixar as forças armadas em um esforço para proteger a segurança nacional", afirmou Navas.

No ataque de 2 de maio de 2011, que terminou na morte de Bin Laden, participaram no total 23 Navy SEALs e um intérprete, que acabaram também com a vida de dois guarda-costas do terrorista, a mulher de um deles e um dos filhos do líder da Al Qaeda em seu refúgio na cidade paquistanesa de Abbottabad.

Bissonnette escreveu um segundo livro sobre seu período como integrante dos Navy SEALs "No Hero: the Evolution of a Navy SEALs" (Não sou um herói: a evolução dos Navy SEAL") que foi apresentado previamente ao Departamento de Defesa e com partes do texto que foram apagadas.

CIA divulga cartas de Osama Bin Laden

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos