Sobe para 278 número de mortos em terremoto na Itália

Roma, 26 ago (EFE).- O número oficial de mortes causadas pelo terremoto que assolou o centro da Itália na madrugada de quarta-feira foi atualizado para 278 nesta sexta-feira, em novo balanço divulgado pela Defesa Civil local.

A nova atualização registra 11 novas mortes em relação ao número anterior, já que foram resgatados mais corpos no local. Com os escombros ainda dominando a paisagem de cidades como Amatrice, as equipes de resgate continuam trabalhando.

Sem pessoas encontradas com vítimas desde a tarde de quarta-feira, o povoado foi o mais afetado pela tragédia, com 218 vítimas fatais.

Arquata e Accumoli foram outros locais afetados pelo terremoto, com 49 e 11, respectivamente. Ao todo, também foram registrados 388 feridos nas regiões afetadas pelo tremor do meio de semana.

A expectativa ainda é de que as equipes possam encontrar sobreviventes. Desde o terremoto de 6 graus de magnitude na escala Richter, foram resgatadas 238 pessoas que estavam soterradas após o tremor que atingiu, sobretudo, povoados das regiões de Lácio, Úmbria e Las Marcas, segundo informou um porta-voz da Defesa Civil italiana.

A entidade explicou que amparou 3.600 pessoas em um total de 44 localidades. Além disso, esclareceu que 6.581 funcionários dedicam-se aos trabalhos de resgate e assistência aos afetados pela catástrofe natural.

A movimentação de pessoas acabou prejudicada nas áreas afetadas pelo terremoto, especialmente nos arredores da cidade de Amatrice, perto da qual o trânsito foi interrompido na ponte Tre Occhi, o que obrigou as autoridades a abrirem um desvio no trajeto.

A Defesa Civil informou que até as 17h13 (horário local, 12h13 em Brasília) foram registrados 1.059 tremores, tendo 220 deles acontecido durante esta sexta-feira. Além disso, dez dessas réplicas tiveram entre 3 e 4 graus de intensidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos