Palestino é morto a tiros após tentar esfaquear soldado israelense em Hebron

Jerusalém, 20 set (EFE).- Um palestino foi morto a tiros nesta terça-feira por forças de segurança de Israel após tentar cometer um ataque com uma faca em um posto de controle militar no distrito de Hebron, na Cisjordânia, de acordo com informações do Exército israelense.

Os militares divulgaram um comunicado, onde dizem que o "homem armado com uma faca tentou apunhalar a um soldado israelense em um posto de controle na entrada de Bani Naim, no leste de Hebron".

A nota diz que "em resposta à ameaça imediata, as forças lhe dispararam com o resultado da morte" do suposto agressor, que segundo confirmou à Agência Efe uma porta-voz do Exército israelense, era palestino.

Após várias semanas de calma que apontavam uma possível flexibilização na situação de segurança na região, desde a última sexta-feira foram registradas pelo menos sete ataques contra militares ou civis, segundo os organismos de segurança israelenses, especialmente no território ocupado da Cisjordânia.

Os fatos são parte da onda de violência que iniciou na região em outubro do ano passado e que até o momento causou a morte de 232 palestinos e um jordaniano. O resto perdeu a vida em ataques israelenses ou manifestações na Cisjordânia, Gaza e Jerusalém Oriental.

Os ataques palestinos ocasionaram na morte de 36 israelenses e três estrangeiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos