Cazaquistão diz ter frustrado nove ataques terroristas este ano

Astana, 22 set (EFE).- As forças de segurança do Cazaquistão impediram nove ataques terroristas e detiveram mais de 24 pessoas por acusações de terrorismo neste ano, segundo disse nesta quinta-feira o vice-presidente do Comitê de Segurança Nacional (CSN), Nurgali Bilisbekov.

"Desde 2011 evitamos 64 atos extremistas violentos que estavam nas primeiras fases de preparação, e desde o início deste ano impedimos nove", afirmou Bilisbekov em uma mesa-redonda sobre as medidas que o governo poderia tomar para lutar contra o extremismo e o terrorismo no país muçulmano.

O governo do presidente Nursultan Nazarbayev ordenou neste verão intensificar as medidas de segurança contra as atividades extremistas violentas, depois que 12 pessoas morreram em ataques na cidade de Aktobe e em Almaty, a maior cidade do Cazaquistão.

"Desde que começou o ano 50 pessoas foram detidas e 25 foram condenadas por envolvimento em crimes de terrorismo e extremismo religioso. Nos últimos cinco anos 445 pessoas foram condenadas", disse Bilisbekov.

O alto funcionário de segurança afirmou que o país recebe todo mês cerca de 400 mensagens de propaganda através da internet de grupos terroristas estrangeiros na busca de recrutas cazaques.

Bilisbekov explicou que o Cazaquistão está trabalhando atualmente com administradores de redes sociais russos e ocidentais como VKontakte, Facebook e Twitter para abordar o problema.

"As autoridades cazaques estão construindo um sistema integral de identificação, acompanhamento e supressão dos canais da internet que contêm materiais extremistas", acrescentou o vice-presidente do CSN cazaque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos