Morre homem baleado durante distúrbios em Charlotte (EUA)

Charlotte (EUA), 22 set (EFE).- Um homem que foi baleado na cidade de Charlotte, nos Estados Unidos, durante os distúrbios de ontem pela morte de um negro em uma ação da polícia, morreu nesta quinta-feira no hospital, informaram veículos de comunicação locais.

A emissora local "WBTV", que citou fontes ligadas à família, identificou o homem como Justin Carr, um negro de 26 anos que se encontrava em estado "crítico" desde quarta-feira.

Carr recebeu um disparo na cabeça no centro de Charlotte, palco de confrontos entre manifestantes e policiais pela morte nesta terça-feira de Keith Lamont Scott.

Na quarta-feira, a prefeitura de Charlotte assegurou que o disparo que atingiu Carr foi "de civil a civil", e não fogo da polícia.

As autoridades ainda não identificaram nenhum suspeito da autoria dos disparos, embora fotos publicadas em veículos de comunicação locais evidenciem que alguns manifestantes estavam armados.

Após duas noites de distúrbios, o governador da Carolina do Norte, Pat McCrory, declarou estado de emergência e ordenou o desdobramento da Guarda Nacional na cidade.

Os protestos explodiram na terça-feira depois que um policial matou Scott, de 43 anos, a tiros no estacionamento de um edifício de apartamentos.

A polícia acusou Scott de estar armado e de representar uma "ameaça de morte iminente" para os agentes, um relato que familiares e testemunhas rejeitaram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos