PUBLICIDADE
Topo

Aleppo sofre a pior "catástrofe humanitária" da guerra na Síria, alerta ONU

29/09/2016 12h56

Nações Unidas, 29 set (EFE).- A parte leste de Aleppo, assediada pelo governo sírio com o apoio da Rússia, vive a pior "catástrofe humanitária" na guerra da Síria, advertiu nesta quinta-feira o chefe humanitário da Organização das Nações Unidas (ONU), Stephen O'Brien.

"O leste de Aleppo, neste momento, não está à beira do precipício. Está em uma terrível queda no abismo impiedoso e implacável de uma catástrofe humanitária como nenhuma das que vimos na Síria", disse O'Brien, no início de um discurso perante o Conselho de Segurança.

Segundo ele, os ataques dos últimos dias mataram pelo menos 320 civis, sendo mais de 100 eram crianças, e feriram ao menos 756.