Tufão Haima deixa 13 feridos em sua passagem por Hong KOng

Hong Kong, 21 out (EFE).- O tufão Haima ocasionou em sua passagem nesta sexta-feira por Hong Kong 13 feridos, derrubou quase 200 árvores e paralisou durante 11 horas a cidade, que aos poucos recupera a normalidade.

O tufão, de caráter severo segundo o serviço de meteorologia de Hong Kong e o mais potente da temporada, tem nível 8 (o terceiro mais elevado no índice local) e alcançou 105 km/h em sua passagem pelo litoral.

Haima chegou a se situar a apenas 110 quilômetros de distância de Hong Kong, para depois tocar terra na cidade de Shanwei, na província meridional chinesa de Cantão, segundo informou o serviço de meteorologia de Hong Kong.

Fortes rajadas de ventos e intensas chuva deixaram em Hong Kong 13 feridos e obrigaram 219 pessoas a buscar abrigo em refúgios temporários habilitados pelo governo durante as 11 horas nas quais esteve ativado o alerta severo de ciclone.

A tempestade tropical derrubou 197 árvores, e provocou o cancelamento e atraso de 738 voos no aeroporto de Hong Kong, segundo fontes oficiais.

Os colégios permaneceram fechados, da mesma forma que os escritórios governamentais.

A Bolsa de Hong Kong suspendeu a sessão da sexta-feira, e a maior parte de comércios e negócios optaram por fechar as portas.

O transporte público por terra e mar se reduziu quase totalmente, enquanto o serviço de metrô funcionou parcialmente.

Passadas as 17h local (7h, em Brasília), o Serviço de Meteorologia rebaixou o alerta ao nível 3, quando a cidade começou a recuperar o ritmo normal.

Haima chegou a Hong Kong após castigar as Filipinas, onde deixou pelo menos 12 mortos e áreas devastadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos