Operador de câmera iraquiano morre por disparos perto de Mossul

Bagdá, 22 out (EFE).- Um operador de câmera iraquiano morreu neste sábado por disparos de um franco-atirador enquanto cobria os combates entre as forças armadas iraquianas e curdas e os jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) na comarca de Al Surata, ao sul de Mossul.

Ali Risan trabalhava para o canal de televisão "AlSumaria", que informou que sua morte aconteceu ao ser atingido no peito por uma bala de um franco-atirador na cidade de Al Juein, no sul dessa comarca.

Trata-se do segundo profissional de meios de comunicação que morre durante a ofensiva que as forças iraquianas e curdas estão empreendendo para libertar Mossul, último grande reduto do EI no Iraque.

Um jornalista da televisão iraquiana "Türkmeneli TV" morreu ontem pelos disparos de um franco-atirador do EI na cidade de Kirkuk, no norte do Iraque.

O repórter, Ahmed Neymaldin Hayer Uglu, estava cobrindo os enfrentamentos entre as forças iraquianas e curdas e os jihadistas do EI no bairro Tesain de Kirkuk, quando foi baleado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos