PUBLICIDADE
Topo

Hollande avisa que França não tolerará mais campos como o de Calais

Philippe Wojazer/ Reuters
Imagem: Philippe Wojazer/ Reuters

Paris (França)

29/10/2016 13h17

O presidente da França, François Hollande, avisou neste sábado que não tolerará novos acampamentos de imigrantes e refugiados como o do Calais e afirmou que falará com a primeira-ministra britânica, Theresa May, para que Londres receba os menores que têm direito a pedir asilo.

"Não podemos tolerar mais os acampamentos e não os toleraremos mais", disse Hollande à imprensa, após visitar um Centro de Amparo e Orientação (CAO) no noroeste da França, onde fez um balanço do desmantelamento do campo Calais, concluído nesta semana.

Segundo o governante, foram evacuadas de Calais cinco mil pessoas que foram amparadas "nas praças que estavam previstas" nos 450 CAOs do país, em uma operação na qual a "França passou uma excelente imagem" internacional, pois não se registraram incidentes.

No entanto, o líder francês alertou que "não se tolerará mais" a proliferação de campos como o de Calais em outras zonas da França, como em Paris, onde aumentou a afluência de imigrantes no norte da cidade sob uma área coberta da estação do metrô de Stalingrad.

Segundo as pessoas que trabalham com atividades humanitárias na região, centenas de imigrantes vivem há meses em condições precárias em Stalingrad e foi constatado recentemente um notável aumento de novas chegadas. Também foi especulado que essa maior afluência esteja associada ao desmantelamento do acampamento de Calais.

Hollande também se referiu à situação dos 1,5 mil menores de idade que estavam em Calais e que estão amparados em um centro provisório, muitos à espera de atravessar ao Reino Unido para se encontrarem com parentes.

"Falei com a primeira-ministra britânica para que os britânicos acompanhem esses menores e possam assumir o que os corresponde para, depois, acolhê-los no Reino Unido", comentou.

Londres questionou nesta semana se Paris estava cumprindo com sua parte de não deixar nenhum menor de idade de Calais sem acompanhamento.