Rússia detém na Crimeia ex-militar acusado de espionar para a Ucrânia

Moscou, 24 nov (EFE).- O Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB, antiga KGB) informou nesta quinta-feira da detenção no porto de Sebastopol (Crimeia) de um ex-militar do Estado-Maior da Frota russa do Mar Negro acusado de espionar para a Ucrânia.

"No dia 22 de novembro, o FSB deteve em Sebastopol o capitão de fragata Leonid Parjomenko, ex-membro do Estado-Maior da Frota do Mar Negro. Por incumbência da direção geral de Inteligência do Ministério da Defesa da Ucrânia, recolhia dados secretos sobre a atividade da Frota", informou o FSB para a imprensa russa.

O militar reformado foi acusado de traição ao Estado, acusação pela qual poderia ser condenado a 20 anos de prisão.

A detenção de Parjomenko aconteceu no mesmo dia em que a Rússia denunciou a detenção ilegal pelos serviços secretos ucranianos de dois de seus militares em uma passagem de fronteira entre Ucrânia e Crimeia, anexada por Moscou em março de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos