General do serviço de proteção do Kremlin é detido por suspeita de corrupção

Moscou, 25 nov (EFE).- O Serviço Federal de Proteção (SFP) da Rússia, o órgão que garante a segurança dos altos cargos, prendeu nesta sexta-feira o general Gennady Lopirev por suposto envolvimento em corrupção.

"Durante uma investigação interna do SFP efetuada por unidades no Cáucaso foram encontrados indícios de graves violações da legislação vigente", informou uma fonte do órgão à agência "Interfax".

Segundo outros veículos de imprensa, Lopirev foi detido em Sochi como parte da investigação pela concessão ilegal de terrenos para a construção de infraestruturas olímpicas na região meridional de Krasnodar.

Sochi sediou em fevereiro de 2014 os Jogos Olímpicos de Inverno, os mais caros da história e que foram marcados por um grande desvio de recursos públicos, de acordo com o falecido opositor Boris Nemtsov.

O jornal "Izvestia" informou que no apartamento do general foram encontradas grandes quantias e que o prefeito de Sochi, Anatoli Pajomov, figura como um das testemunhas do caso.

Os agentes do SFP inspecionaram nesta sexta-feira os escritórios do órgão em Sochi e a prefeitura da cidade em busca de documentos comprometedores. Segundo a imprensa local, Lopirev é o mais alto cargo do SFP no Cáucaso, função que exerce há 13 anos.

Nos últimos meses, vários altos cargos da administração pública foram detidos sob acusações de corrupção, entre eles o ministro da Economia, Alexei Ulukayev, que se encontra em prisão domiciliar.

No entanto, segundo as pesquisas, a metade dos russos considera que o caso foi, na realidade, um acerto de contas entre forças de poder.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos