Projéteis atingem várias áreas de Aleppo e deixam pelo menos 29 mortos

Beirute, 30 nov (EFE).- Pelo menos 29 pessoas morreram nesta quarta-feira em ataques da artilharia governamental e por disparos de projéteis por parte dos rebeldes em distintas partes da cidade de Aleppo, no norte da Síria, segundo ativistas e veículos de comunicação oficiais.

Entre os falecidos, pelo menos 21 morreram pelo fogo da artilharia do exército contra a região de Yeb al Quebeh, no leste da cidade e sob controle opositor, onde também houve dezenas de feridos, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A Defesa Civil Síria, que realiza trabalhos de resgate em lugares fora do controle do governo, elevou o número de mortos a 45 e ressaltou que em Yeb al Quebeh havia deslocados procedentes de outras partes do leste da cidade

Outras oito pessoas morreram, entre elas dois menores, pelo impacto de foguetes contra áreas sob o domínio dos soldados governamentais, como Al Azamiya, Seif al Daula, Al Furqan e Aleppo Novo, afirmou a agência de notícias oficial síria "Sana", que acusou organizações "terroristas" pelos ataques.

Aleppo é palco de uma ofensiva das forças armadas que querem arrebatar das facções armadas e islâmicas os distritos que controlam na metade oriental de Aleppo.

Nos últimos dias, o exército tomou o setor norte do leste de Aleppo e avançou por dois bairros do sudeste da população.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos