Testemunha do ataque em Berlim seguiu suspeito e ajudou na sua prisão

Em Berlim

  • Fabrizio Bensch/Reuters

Uma testemunha do aparente atentado terrorista ocorrido na segunda-feira (19), em Berlim, capital da Alemanha, seguiu o motorista do caminhão em sua fuga pela cidade e avisou a polícia, o que facilitou sua prisão, segundo informações divulgadas nesta terça pela imprensa local, com informações de fontes das forças de segurança.

Esta pessoa, que não teve nenhum detalhe pessoal divulgado, testemunhou quando o caminhão invadiu a feira natalina que estava lotada, matando 12 pessoas e ferindo quase 50. Em seguida, viu descer do caminhão o motorista e resolveu segui-lo.

A testemunha, sem perder de vista o suspeito, entrou em contato com a polícia através de seu telefone celular.

A dois quilômetros do mercado de rua, nos arredores da Coluna da Victoria, no centro do Tiergarten, o grande parque central de Berlim, vários agentes prenderam o único suspeito até o momento pelo ataque: um paquistanês de 23 anos.

Ele seria Navid B., nascido em 1º de janeiro de 1993, em Turbat.

Navid teria chegado à Alemanha no dia 31 de dezembro de 2015. Em Berlim, ele se estabeleceu em fevereiro deste ano, segundo o ministro do Interior, Thomas de Maizière. O suspeito nega participação.

Hoje, unidades especiais da polícia entraram em um dos maiores centros de acolhimento de refugiados de Berlim, em um hangar do antigo Aeroporto de Tempelhof, em uma operação relacionada com o ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos