Políticos e diplomatas se despedem de embaixador russo assassinado em Ancara

Moscou, 22 dez (EFE).- Políticos e diplomatas de primeiro ordem compareceram nesta quinta-feira à sede do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, em Moscou, para dar o último adeus ao embaixador russo Andrei Karlov, assassinado na segunda-feira em Ancara.

É esperada ao longo da manhã a presença do presidente russo, Vladimir Putin, que adiou até amanhã sua entrevista coletiva anual que deveria ser realizada hoje.

O caixão com os restos do diplomata está enfeitado com bandeiras russas e em torno de muitas coroas de flores, como é possível ver nas imagens ao vivo oferecidas pela televisão.

Depois da conclusão do velório, o caixão será levado à Catedral de Cristo Salvador de Moscou, o principal templo ortodoxo do país, onde o patriarca da Igreja Ortodoxa Russa, Kirill, oficiará uma missa em memória do diplomata assassinado.

Putin concedeu ontem a Karlov de maneira póstuma o título de Herói Rússia, a máxima distinção do país, e qualificou o assassinato do embaixador como "uma provocação destinada a abortar a normalização das relações russo-turcas e torpedear o processo de paz na Síria".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos