Bolívia diz que contribui para investigação colombiana sobre Lamia

La Paz, 24 dez (EFE).- O vice-presidente da Bolívia, Álvaro García Linera, afirmou neste sábado que os resultados da investigação apresentados pelo país sobre a responsabilidade da companhia aérea Lamia e outras entidades na queda do voo da Chapecoense, no último dia 29, é uma contribuição à apuração colombiana.

García Linera explicou que a investigação principal sobre o acidente, que deixou 71 mortos, é a da Colômbia. "A nossa é um elemento que vai ser entregue aos investigadores colombianos como uma contribuição à averiguação geral", declarou o vice-presidente.

"A investigação que está sendo realizada na Colômbia vai definir com clareza as causas do acidente, porque o acidente ocorreu lá", completou García Linera em encontro com a imprensa.

As declarações da segunda autoridade do Estado boliviano servem de justificativa depois que o diretor da Aeronáutica Civil da Colômbia, Alfredo Bocanegra, afirmou, na sexta-feira, que a Bolívia não tem a faculdade nem a competência para dar resultados sobre investigações envolvendo a tragédia.

García Linera argumentou que a empresa e a tripulação do avião, que caiu perto de Medellín com o elenco, a comissão técnica e dirigentes da Chapecoense, além de trabalhadores de imprensa e convidados, eram bolivianos, assim como a administração aeronáutica que permitiu a saída do voo.

"Corresponde ao Estado boliviano elaborar, emitir um relatório em relação a responsabilidades internas", disse o vice-presidente, que advertiu que a investigação preliminar aponta a responsabilidades penais de vários bolivianos.

"Independentemente dos resultados da investigação colombiana, já há indícios de responsabilidade de pessoas, e isso vai se traduzir em ações penais. Cabe à Bolívia dar seu relatório sobre esse pedaço específico do tema boliviano, e isso contribui à investigação geral", destacou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos