Inundações deixam 3 mortos e 4,6 mil desabrigados no sul das Filipinas

Manila, 17 jan (EFE).- Três pessoas morreram e mais de 4,6 mil estão desabrigadas, por conta das inundações que levaram a ser declarado o estado de calamidade na região da ilha de Mindanao, no sul das Filipinas, segundo informações divulgadas nesta terça-feira por fontes oficiais.

Duas crianças de 3 e 10 anos, e um homem de 64 morreram afogados, hoje, depois que fortes chuvas atingiram a província de Misamis Oriental, disse à Agência Efe, Ruby Montejo, do Escritório Provincial de Redução de Riscos e Desastres (PDRRMO).

Além disso, um total de 4.668 pessoas deixaram suas casas em Cagayan de Oro, capital da província, e outras áreas após o aumento do nível de água em zonas urbanas e rurais.

A prefeitura de Cagayan de Oro declarou estado de emergência na pelos por conta dos efeitos do temporal causado por uma área de baixas pressões que provocou intensas chuvas durante toda segunda-feira.

As imagens divulgadas a partir da capital provincial mostram um estado de caos nas ruas, onde vários veículos foram arrastados pela água e as casas ficaram inundadas, cobertas de lama e escombros.

O governador da província, Yevgeny Vicente Emano, declarou a suspensão das aulas em todas as escolas públicas.

"Ainda estamos avaliando os danos e tentando minimizá-los na medida do possível", disse a representante do PDRRMO, sem descartar a possibilidade de novas vítimas serem localizadas nas próximas horas.

Enquanto isso, a Força Aérea das Filipinas enviou vários aviões para inspecionar a região, enquanto as autoridades avaliam os prejuízos em propriedades e fazendas nesta província, onde residem cerca de 900 mil pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos