Pedófilo espanhol é condenado a mais de 70 anos de prisão

Madri, 23 fev (EFE).- Um pedófilo espanhol foi condenado nesta quinta-feira a 70 anos e meio de prisão por sequestrar e agredir sexualmente quatro meninas de entre cinco e nove anos, segundo a sentença à qual teve acesso a Agência Efe.

Trata-se de Antonio Ángel Ortiz, declarado culpado por um tribunal de Madri por causa de crimes de sequestro, agressão sexual e lesão, cometidos entre 2013 e 2014 em Madri.

Ortiz foi detido em 24 de setembro de 2014 na cidade de Santander, no norte da Espanha, após seis dias de busca por toda a Espanha, pois seu caso gerou uma grande convulsão social.

Segundo o Código Penal, o condenado terá que cumprir uma pena de 20 anos, aos quais se descontam os dois anos e cinco meses que está em prisão temporária.

Além disso, a justiça o condenou a 40 anos de prisão em regime semiaberto uma vez cumprida a pena de prisão e a pagar uma indenização de 426.200 euros para as quatro jovens pelos danos morais causados e pelas lesões sofridas.

O condenado não poderá, além disso, se aproximar a menos de um quilômetro de distância ou se comunicar com nenhuma das quatro vítimas em um período compreendido entre 23 anos e 24 anos e seis meses.

O condenado já conta com um amplo histórico de delitos, no qual destaca uma condenação a sete anos de prisão por abusar de uma menor de seis anos, além de roubos com violência e violência de gênero. EFE

rma/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos