Autoridades declaram estado de emergência no Peru por inundações

Lima, 30 mar (EFE).- O governo do Peru declarou nesta quinta-feira estado de emergência na região nortista de Piura, afetada por chuvas e inundações que deixaram 8 mortos, cerca de 20 mil afetados e mais de 200 mil desabrigados, segundo uma resolução oficial.

Embora a emergência seja aplicada à região indicada, ela tem caráter nacional, por isso que permite a intervenção dos diferentes estamentos do Estado, em nível governamental, regional e local.

O decreto afirmou que a medida se estenderá durante 60 dias e nesse prazo, será possível executar ações de exceção, "imediatas e necessárias", de resposta e reabilitação nas zonas afetadas.

De acordo com fontes oficiais, a decisão foi tomada após receber o relatório do Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci), que detalhou a grande magnitude dos danos sofridos em vários distritos e províncias de Piura e o aumento do nível do rio de mesmo nome, o que requer medidas de urgência.

O Indeci disse que é preciso uma condução, coordenação e articulação multisetorial a cargo do Ministério da Defesa, mediante o Indeci e com a participação das Forças Armadas, assim como de organismos do governo nacional e regional, assim como o apoio internacional.

O decreto também autoriza, de maneira excepcional, que a entrega de bens de ajuda humanitária possa ser feita diretamente pelas Forças Armadas em apoio aos três níveis de governo: nacional, regional e local.

A norma foi assinada pelo presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski; pelo primeiro-ministro, Fernando Zavala, e pelas titulares do Gabinete.

O Peru enfrenta desde dezembro uma emergência climática causada pelo fenômeno "El Niño litorâneo", que se manifesta quando o aquecimento do Oceano Pacífico gera intensas chuvas e enchentes em todo o litoral do país, principalmente no norte e centro, incluída Lima.

O litoral de Piura ficou inundado durante a madrugada de segunda-feira pelo transbordamento do rio de mesmo nome, que chegou às ruas do centro histórico da capital regional e, em alguns lugares, alcançou uma altura de dois metros.

No total, o número de mortos pelas intensas chuvas e inundações que afetam o Peru subiu para 97 e os afetados chegaram a 124.161, segundo o último boletim do Centro de Operações de Emergência Nacional (COEN) divulgado hoje em Lima.

O organismo detalhou que em Piura há 8 mortos, 20.968 afetados, 238.855 pessoas desabrigadas e 48.952 imóveis danificados.

O reporte acrescentou que as Forças Armadas auxiliaram mais de 5 mil pessoas em Piura durante os últimos três dias, mediante operações de resgate e trabalhos de evacuação de zonas inundadas, enquanto o governo estima que terá que dar refúgio temporário a 10 mil pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos