Bélgica detém 5 pessoas por terrorismo, mas sem ligação com atentado em Paris

Bruxelas, 21 abr (EFE).- As autoridades belgas detiveram cinco pessoas ontem à noite por supostos vínculos com as atividades de um grupo terrorista, em uma operação sem relação com o atentado cometido na avenida Champs Elysées em Paris, na França, no qual morreu um policial, informou nesta sexta-feira a Procuradoria Federal da Bélgica.

Dentro de uma investigação antiterrorista, a polícia federal de Bruxelas fez quatro diligências ontem no distrito de Molenbeek-Saint-Jean, na capital, bem como nas localidades de Ganshoren, na região de Bruxelas, e de Roosdaal, na região de Flandres.

Nas diligências os policiais encontraram duas armas curtas, um colete à prova de balas, munição e maconha, indicou a Procuradoria Federal da Bélgica em comunicado.

Na operação foram detidas cinco pessoas que foram interrogadas e continuam sob custódia, à disposição da Justiça.

Todas elas são suspeitas de terem participado nas atividades de um grupo terrorista.

A Procuradoria Federal enfatizou que esta operação não está relacionada com o atentado cometido ontem na avenida Champs Elysées em Paris, no qual um homem abriu fogo contra uma patrulha policial, matando um agente e ferindo outros dois, e cuja autoria foi reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Os cinco detidos também não têm relação, segundo as autoridades belgas, com as investigações em curso pelos atentados no aeroporto e no metrô de Bruxelas em 22 de março de 2016, nem com os ataques ocorridos em Paris em novembro de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos