Quase 120 mil deslocados retornam a suas casas na parte leste de Mossul

Mossul, 22 abr (EFE).- Cerca de 119 mil pessoas retornaram a suas casas nos bairros orientais de Mossul, libertados em janeiro pelas forças de segurança iraquianas, anunciou neste sábado o Ministério de Migração do Iraque, que informou que o número de deslocados na parte ocidental chegou a 336 mil.

Segundo o ministro de Migração, Yasem Mohamed al Yaf, das 336 mil pessoas que fugiram da parte oeste da cidade, onde continuam os combates entre o Exército e os jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI), e 291.042 - 55.190 famílias - foram acolhidas em nove centros de deslocados.

Al Yaf especificou que 32.992 famílias foram hospedadas em zonas habilitadas na província de Ninawa, outras 18.398 em acampamentos de Erbil e outras 2.800 em Dohuk, estas duas últimas províncias pertencentes à região autônoma do Curdistão iraquiano.

O político destacou que o ministério trabalha com várias organizações humanitárias para suprir as necessidades primárias das famílias que se encontram nos centros, que continuam recebendo civis que fogem dos combates.

A ONU publicou em um recente relatório que cerca de 600 mil civis ainda estão retidos nas zonas de combate na parte ocidental Mossul, de onde mais de 200 mil pessoas fugiram nas últimas semanas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos