Bombardeio na Síria mata pelo menos oito membros da mesma família

Cairo, 26 abr (EFE).- Pelo menos oito membros de uma mesma família, entre eles seis menores de idade, morreram nesta quarta-feira em um suposto bombardeio de aviões da Rússia no noroeste da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Um homem e seus três filhos, bem como sua cunhada e seus três filhos, perderam a vida no ataque, que aconteceu durante a madrugada no povoado de Basanqul, próximo à cidade de Ariha, no centro da província de Idlib, precisou a ONG.

Também houve bombardeios similares por aviões de combate de origem desconhecida contra os arredores das populações de Maarrat al-Nu'man e Hbit, no sul da região, sem que haja registros vítimas.

Além disso, helicópteros militares lançaram barris de explosivos em Rikaya, no sul de Idlib, e houve ataques de aviões nos arredores de Jisr al-Shughur e Kafr Naya, no oeste da província.

Quase toda Idlib está controlada por facções rebeldes e islâmicas, entre as quais figura o Organismo de Liberdade do Levante, a aliança da ex-filial de Al Qaeda.

A Rússia é um dos principais aliados do Governo sírio e desde setembro de 2015 participa de uma campanha de bombardeios no país árabe em apoio ao exército nacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos