Pelo menos 16 civis morrem em bombardeio de coalizão internacional na Síria

Cairo, 24 mai (EFE).- Pelo menos 16 civis morreram em um bombardeio da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos sobre uma localidade da província de Al Raqqa, no centro-norte da Síria, informou nesta quarta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A fonte advertiu que o número de mortos pode aumentar pois há casos graves entre os feridos, cujo número não foi especificado.

Os aviões atacaram durante a madrugada a localidade de Al Baruda, situada a 15 quilômetros a oeste da cidade de Al Raqqa, capital da província homônima e principal reduto do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na Síria.

O OSDH detalhou que as vítimas são uma mulher e os seus cinco filhos; um homem, sua esposa e a filha de ambos, e outro jovem; além de um homem e duas de suas esposas, outro civil e sua mulher, e outra mulher.

A maioria dos mortos é de deslocados procedentes da localidade de Al Sukhnah, situada na província central de Homs e controlada pelo EI, que foi alvo de intensos bombardeios por parte das forças aéreas síria e russa.

A coalizão internacional, integrada por dezenas de países e comandada por Washington, bombardeia posições dos radicais no território sírio desde 23 de setembro de 2014.

Al Raqqa é considerada a capital 'de facto' do califado autoproclamado pelo EI na Síria e no Iraque em junho de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos