Trump diz que é investigado por quem recomendou demissão de ex-diretor do FBI

Em Washington

  • Evan Vucci/ AP

    O presidente dos EUA, Donald Trump, deixa o helicóptero Marine One durante viagem para Miami, EUA

    O presidente dos EUA, Donald Trump, deixa o helicóptero Marine One durante viagem para Miami, EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (16) que está sendo investigado por demitir o ex-diretor do FBI James Comey pela pessoa que o aconselhou a tomar essa decisão, sem especificar a quem se referia.

"Estou sendo investigado por demitir o diretor do FBI pelo homem que me disse para demitir o diretor do FBI! Caça às bruxas", escreveu Trump em uma mensagem no Twitter que deixa muitas dúvidas.

O presidente não cita nenhum nome, mas a mensagem foi publicada após Trump ter se mostrado enfurecido e tachado de "falsa" a informação de que o procurador especial Robert Mueller está o investigando por possível obstrução à justiça.

Todavia, não está claro se o republicano se refere a Mueller, que foi nomeado procurador especial sobre a conspiração russa após a saída de Comey, ou ao vice-procurador-geral americano, Rod Rosenstein, que elaborou um relatório no qual recomendava a demissão de Comey a Trump.

Pouco antes da polêmica mensagem, o presidente escreveu outra na qual dizia: "Após sete meses de investigações e audiências em comitê sobre o meu 'complô com os russos'" ninguém foi capaz de mostrar nenhuma prova. Triste!".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos