Naufrágio no Mediterrâneo deixa pelo menos 60 desaparecidos

Roma, 30 jun (EFE). - Pelo menos 60 pessoas desapareceram em um naufrágio ocorrido nesta semana no Mar Mediterrâneo, conforme disseram sobreviventes ao chegar ao porto italiano de Brindisi (sul).

"Hoje, a OIM recolheu o testemunho de pessoas que estavam em um barco que naufragou nesta semana: os sobreviventes falam em pelo menos 60 desaparecidos", escreveu no Twitter o porta-voz na Itália da Organização Internacional de Migrações, Flavio di Giacomo.

O grupo estava em uma embarcação que naufragou e que levava 140 a bordo.

Hoje, 402 pessoas chegaram ao porto de Brindisi, na região de Apulia (sudeste) a bordo de um navio da Marinha Militar britânica, entre elas estavam as que sobreviveram ao naufrágio.

O desembarque das pessoas resgatadas no mar, procedentes de países subsaarianos, segundo as primeiras identificações, faz parte da operação "Triton", da agência para a proteção da fronteira exterior comunitária, a Frontex.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos