Pentágono diz que míssil norte-coreano não tinha sido visto até agora

Washington, 5 jul (EFE).- O Pentágono considera que o míssil intercontinental lançado na terça-feira pela Coreia do Norte é um tipo não visto até agora no arsenal do regime de Pyongyang.

O capitão Jeff Davis, porta-voz do Pentágono, indicou que o míssil, que teoricamente poderia alcançar o Alasca, é de um tipo "não visto nunca antes".

Funcionários americanos indicaram à "CNN" que o projétil tem componentes similares a um míssil KN-17, testado pela primeira vez pelo regime norte-coreano em abril deste ano.

A Coreia do Norte teria acrescentado uma segunda fase, não vista até agora, o que teria contribuído para que o míssil chegue a distâncias mais amplas e possa ser considerado intercontinental.

A Coreia do Norte, através da agência de notícias estatais "KCNA", afirmou que o lançamento foi um sucesso e que o míssil foi batizado como Hwasong-14.

A KCNA também detalhou que o míssil alcançou uma altitude de 2,8 mil quilômetros e viajou cerca de mil quilômetros antes de cair em águas de Mar de Japão (Mar do Leste).

A Coreia do Norte considera que o míssil pode viajar a uma distância máxima de 8 mil quilômetros, o que colocaria os Estados Unidos ao alcance do míssil norte-coreano.

A país ainda não conseguiu demonstrar que é capaz de carregar uma ogiva nuclear em um míssil de longo alcance, algo que o transformaria em uma ameaça ainda maior para os Estados Unidos e os seus aliados japoneses e sul-coreanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos