Nepal proíbe celebração de aniversário de Dalai Lama por "nações amigas"

Katmandu, 6 jul (EFE).- As autoridades nepalesas proibiram nesta quinta-feira em Katmandu que budistas e a comunidade tibetana no exílio celebrassem o 82° aniversário do líder espiritual Dalai Lama para não incomodar as "nações amigas", em clara referência à China.

"Não queremos que aconteça no nosso território nenhuma atividade contra nações amigas. Esse tipo de atividades estão proibidas", afirmou à Agência Efe o porta-voz do Ministério de Interior, Deepak Kafle, ao justificar a decisão.

O ato principal da jornada, que estava previsto no mosteiro Srongtsen, na capital, teve que ser cancelado por ordem policial, o que levou aos seguidores de Dalai Lama optarem por se dispersar para celebrar a ocasião.

"Não pudemos ter um grande ato. Comemoramos o aniversário da sua santidade em diferentes mosteiro em pequenos grupos, já que temíamos a intervenção da Polícia", explicou à Agência Efe Tenzin Lama, frade budista do mosteiro Santenlin.

Segundo o frade, a Polícia os proibiu inclusive de se deslocar durante a jornada dentro de Katmandu.

O porta-voz da Polícia da capital, o superintendente Pradhumma Karki, confirmou à Agência Efe que foi proibido o principal ato na cidade e foram desdobrados agentes para evitar a congregação de seguidores de Dalai Lama.

"Desdobramos cerca de 600 policiais na área para deter qualquer atividade contra a nossa nação amiga", sentenciou Karki, sem mencionar expressamente a China, que mantém estreitas relações com o país do Himalaia, após este mudar sua política exterior para diminuir a dependência da Índia.

No ano passado, por causa das comemorações do 81° aniversário de Dalai Lama, a Polícia deteve 28 pessoas, a maioria tibetanos exilados.

Segundo o calendário gregoriano, o líder espiritual nasceu em 6 de julho de 1935 em Taktser, Amdo, no Tibete oriental.

Em 1959, após a revolta no Tibete contra a China comunista, o Dalai Lama teve que fugir e se refugiou na Índia, onde as autoridades lhe permitiram instalar na cidade nortista de Dharamsala o Governo tibetano no exílio.

Neste ano o Dalai Lama, que obteve o Prêmio Nobel da Paz em 1989 pela sua luta pacífica a favor da liberdade do Tibete, elegeu realizar seu aniversário no importante centro budista de ++Ladakh++, no norte da Índia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos