PUBLICIDADE
Topo

Al Shabab deixa 9 mortos em ataque no leste do Quênia

08/07/2017 10h39

Nairóbi, 8 jul (EFE).- Pelo menos nove pessoas morreram em um ataque efetuado por supostos integrantes do grupo jihadista somali Al Shabab no condado de Lamu, no leste do Quênia, informou a imprensa local neste sábado.

O ataque ocorreu na noite de sexta-feira, por volta das 23h (horário local; 17h em Brasília), na pequena localidade de Jima, quando um grupo de homens armados com facas degolou e assassinou vários habitantes.

"É provável que o número (de mortos) supere uma dezena porque algumas pessoas não foram atendidas após o ataque", afirmaram fontes policiais ao jornal "Daily Nation".

Alguns residentes relataram que os agressores tinham visitado a localidade anteriormente em busca de comida. O ataque ocorreu a apenas dois quilômetros de Pandanguo, onde há três dias integrantes do Al Shabab assaltaram uma pessoa e entraram em confronto durante várias horas com agentes policiais, três dos quais morreram no tiroteio.

Desde maio, a alguns meses da realização das eleições presidenciais, previstas para 8 de agosto, dezenas de pessoas morreram em diferentes ataques perpetrados na zona de fronteira, onde o Al Shabab instalou numerosos artefatos explosivos nas estradas.

O Exército queniano se encontra mobilizado neste região, onde se mantém o toque de recolher, para tentar conter a entrada de jihadistas através da zona florestal de Baure.

Al Shabab, que aderiu formalmente à rede terrorista Al Qaeda em 2012, já matou cerca de 500 pessoas no Quênia desde abril de 2013 em represália pelo envio de tropas à Somália para combater o jihadismo.

O pior atentado do grupo em território queniano ocorreu em abril de 2015, quando 148 pessoas morreram no ataque de um comando terrorista à Universidade de Garissa.