Frente Revolucionária do Timor Leste Independente comemora vitória em eleição

Bangcoc, 23 jul (EFE).- O secretário-geral da Frente Revolucionária do Timor Leste Independente (Fretilin), Mari Alkatiri, comemorou neste domingo a vitória de seu partido nas eleições legislativas e ofereceu diálogo às demais legendas.

Após a apuração de cerca de 90% dos votos, o Fretilin vence com 30%, segundo dados provisórios, uma vez que o resultado oficial não será anunciado até o início de agosto.

Alkatiri, em um ato na sede da sua legenda, em Díli, disse que o povo timorense lhe tinha entregado uma grande responsabilidade e prometeu manter a aliança que forjou em 2015 com o Conselho Nacional para a Reconstrução do Timor Leste (CNRT) e que ofereceu estabilidade à nação.

"Vamos continuar trabalhando com Xanana Gusmão", disse Alkatiri, que foi primeiro-ministro do jovem país entre 2002 e 2005.

Gusmão lidera o CNRT, partido que fundou em 2007, e é uma das principais figuras políticas do Timor Leste pela fama de herói que ganhou como chefe da resistência armada contra a ocupação da Indonésia (1975-1999).

O CNRT aparece na apuração em segundo lugar com quase 28% das preferências, o que concederia ao Fretilin o apoio suficiente para contar com a maioria absoluta no próximo parlamento unicameral de 65 cadeiras.

A lista de formações que terão representação parlamentar continua com o Partido Democrata (PD), com 10%; o Partido de Liberdade Popular (PLP), com 9,8%; e o Khunto, com 6,9%.

Cerca de 760.000 timorenses, de uma população de 1,2 milhão de pessoas, estavam convocados a votar nestas eleições, 20% deles pela primeira vez.

A legislação do Timor Leste estabelece que um terço das cadeiras parlamentares seja ocupado por mulheres.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos