Quatro terroristas detidos em Sydney planejavam atentado contra avião

Bangcoc, 30 jul (EFE).- As quatro pessoas detidas neste sábado em uma operação antiterrorista em vários subúrbios de Sydney "planejavam um atentado contra um avião", anunciou o primeiro-ministro da Austrália, Malcolm Turnbull.

"Posso garantir que a nossa principal prioridade é protegê-los (a população)", disse Turnbull em declarações aos jornalistas em Sydney, segundo a emissora estatal "ABC".

O premiê apontou que a operação antiterrorista continua e que as medidas de segurança foram reforçadas.

"Não temos uma grande quantidade de informações sobre os detalhes do atentado, onde seria, a data e a hora. De todo modo, estamos investigando informações que apontam que a indústria da aviação era um alvo potencial", disse o comissário Andrew Colvin, da Polícia Federal, em outras declarações.

Colvin acrescentou que as forças de segurança acreditam que o atentado estava ligado ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

A unidade antiterrorista do estado de Nova Gales do Sul, cuja capital é Sydney, e a Polícia Federal fizeram as quatro detenções neste sábado após algumas operações policiais em casas dos subúrbios de Lakemba, Surry Hills, Wiley Park e Punchbowl.

A Austrália elevou seu alerta contra o terrorismo em setembro de 2014 e aprovou uma série de leis para evitar atentados no país. Desde então, foram registrados quatro ataques.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos