PUBLICIDADE
Topo

Tiroteio em Charleston (EUA) termina com 1 refém morto e atirador ferido

24/08/2017 18h57

Washington, 24 ago (EFE).- As autoridades de Charleston, na Carolina do Sul (Estados Unidos), confirmaram nesta quinta-feira o saldo de um morto e um ferido após um tiroteio no centro da cidade, depois que um homem se entrincheirou dentro de um restaurante com vários reféns.

O prefeito da cidade, John Tecklenburg, afirmou em uma coletiva de imprensa que um dos reféns morreu após ser baleado pelo atirador, a quem qualificou como "um funcionário raivoso".

"É um trágico caso de um indivíduo transtornado, acredito, com um histórico de problemas de saúde mental", acrescentou o prefeito.

O autor do tiroteio ficou ferido pelos disparos da polícia local que irrompeu no restaurante após algumas horas de infrutíferas negociações, e foi transferido posteriormente a um hospital.

"Não se trata de um ato de terrorismo. Não é um crime de ódio racial", destacou Tecklenburg.

O tiroteio de hoje aconteceu perto da igreja de Emmanuel, onde em 2015 nove afro-americanos foram assassinados por um jovem branco, Dylan Roof, que posteriormente foi sentenciado à pena capital.

Charleston é uma popular cidade turística de 136.000 habitantes e situada na costa da Carolina do Sul.