PUBLICIDADE
Topo

EUA impõem sanções a "emir financeiro" do EI no Iraque e na Síria

29/08/2017 14h08

Washington, 29 ago (EFE).- O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira sanções econômicas contra Salim Mustafa Muhammad al-Mansur, considerado um dos emires financeiros do Estado Islâmico (EI) e responsável pela venda de petróleo para o grupo jihadista.

"O Tesouro continua trabalhando em colaboração com o governo do Iraque para desmantelar as redes financeiras do EI tanto dentro como fora do território controlado pelo grupo", comentou em comunicado de imprensa John E. Smith, diretor do Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros pertencente a essa pasta.

A medida representa o congelamento dos ativos que Mansur possa ter sob jurisdição americana e a proibição de transações financeiras com cidadãos ou entidades dos Estados Unidos.

O Tesouro destacou que as sanções contra Mansur têm sido feitas em colaboração com o governo do Iraque, que adotou medidas similares em relação ao setor financeiro do país.

Mansur, de nacionalidade iraquiana, fez parte da Al Qaeda no Iraque, organização para a qual arrecadou fundos desde 2009. Posteriormente, se envolveu com o EI na cidade de Mossul e desde 2016 era o responsável pela lavagem de dinheiro e pela venda do petróleo que o grupo extraía dos poços que controlava na Síria e no Iraque. O governo americano aponta que Mansur se transferiu à Turquia no início de 2017.