Ataques do Boko Haram deixam 8 mortos no norte de Camarões

Yaoundé, 17 jan (EFE).- Pelo menos quatro pessoas morreram nesta madrugada em um ataque do Boko Haram na cidade de Rom, no norte de Camarões, onde também foram encontrados os corpos degolados de outras quatro vítimas sequestradas na sexta-feira pelo grupo jihadista, informaram à Agência Efe testemunhas no local.

"Cerca de 50 invasores chegaram à cidade e, após roubar o rebanho, queimaram as casas e fugiram", disse por telefone à Efe um morador da cidade que se identifica como Oumar.

Além disso, nesta mesma madrugada foram encontrados os corpos degolados de outras quatro pessoas que foram supostamente sequestradas pelo grupo terrorista na região norte do país.

Estes ataques acontecem uma semana depois de o grupo terrorista sequestrar e assassinar três mulheres na mesma região.

As forças de segurança camaronesas alertam que os sequestros estão se multiplicando na região norte, e 15 civis já morreram em 2018.

O grupo Boko Haram, que nas línguas locais significa "a educação não islâmica é pecado", luta para impor um Estado islâmico na Nigéria e pretende converter a área do lago Chade em seu novo bastião.

Desde sua aparição há oito anos na Nigéria, de onde lança ataques aos países fronteiriços, o grupo Jihadista matou pelo menos 20.000 pessoas.

Em Camarões, as mortes nestes anos chegaram a 2.500 e há mais de 150.000 deslocados internos.

Para lutar contra o grupo Jihadista, Camarões, que conta com o apoio da força multinacional da União Africana, posicionou 8.500 militares na região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos