Atentado deixa 4 policiais mortos e outros 42 feridos na Colômbia

  • Jorge Payares/Efe

    27.jan.2018 - Entrada da delegacia onde uma explosão deixou policiais mortos e feridos

    27.jan.2018 - Entrada da delegacia onde uma explosão deixou policiais mortos e feridos

Barranquilla (Colômbia), 27 jan (EFE).- Um ataque com explosivos contra uma delegacia de polícia do bairro de San José de Barranquilla, no norte da Colômbia, deixou, pelo menos, quatro policiais mortos e 42 feridos, informaram neste sábado (27) fontes dessa instituição.

O diretor da polícia colombiana, o general Jorge Hernando Nieto, que estava em Bogotá e viajou a Barranquilla, confirmou a informação em uma entrevista coletiva e qualificou o ataque como "insano".

"Expresso toda a nossa solidariedade e acompanho os familiares dos quatro policiais que até o momento morreram e os mais de 40 policiais que sofreram alguma lesão", disse o general Nieto.

Os mortos são Freddys Echeverría, Yosimar Márquez, Freddy López e Anderson René Cano Arteta.

Alguns dos feridos estão sendo transferidos da Clínica Murillo e da Clínica da Polícia, para onde foram levados inicialmente, a hospitais especializados devido ao seu delicado estado de saúde.

O ataque ocorreu por volta das 6h30 locais (9h30 em Brasília), quando os policiais estavam no pátio para a mudança de turno e aparentemente foi cometido com um explosivo colocado em um dos muros da delegacia, disse a jornalistas o comandante da Polícia Metropolitana de Barranquilla, o general Mariano Botero.

Segundo o oficial, o explosivo foi ativado à distância "por uma terceira pessoa" e deixou o pátio central destruído, com escombros e capacetes de policiais espalhados por todo o lugar.

Um suspeito detido

Inicialmente, a hipótese era a de que o atentado tinha sido cometido com uma granada, mas Botero informou que um suspeito foi preso perto da delegacia. Os agentes encontraram com ele um caderno e um rádio de comunicações.

As autoridades investigam se o atentado tem relação com um assalto quase simultâneo a um caminhão de transporte de valores em uma região próxima à delegacia, no qual não levaram nada, mas um vigilante foi assassinado e outros dois ficaram feridos.

O prefeito de Barranquilla, Alejandro Char, afirmou que o procurador-geral, Néstor Humberto Martínez, chegará à cidade neste sábado com o diretor nacional de Procuradorias, Luis González, "para que a investigação fique nas melhores mãos e obtenha rápidos resultados".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos