Aeroporto de Áden é fechado por confrontos entre separatistas e governistas

Sana, 28 jan (EFE).- O aeroporto da cidade de Áden, capital temporária do governo do presidente do Iêmen, Abdo Rabbo Mansour Hadi, suspendeu a operação neste domingo após confrontos entre tropas leais a Hadi e forças separatistas, grupos antes aliados na luta contra os rebeldes houthis.

Funcionários do aeroporto disseram à Agência Efe que duas aeronaves de linhas aéreas iemenitas foram as últimas a decolar. Ambos os voos deixaram o local sem passageiros.

Além disso, segundo as fontes ouvidas pela Efe, centenas de passageiros estão presos dentro do aeroporto por causa dos combates.

Segundo testemunhas, as milícias separatistas invadiram uma base militar controlada pelas tropas leais a Hadi perto do aeroporto.

Outras testemunhas afirmaram que a cidade está totalmente paralisada por causa dos separatistas, que estão assumindo o controle de vários prédios governamentais.

Os enfrentamentos começaram na manhã deste domingo. Na última semana, o líder dos separatistas, Aidarus Al Zoubaidi, tinha dado prazo até hoje para que Hadi fizesse reformas no governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos